Buscar
PORTAL
DA SAÚDE
PORTAL
24 HORAS
Iptu Issqn Refis
Refis Refis
Agência de Notícias

26/10/2018 14:40
Mesmo com a grande quantidade de chuvas deste ano a qualidade de tratamento dos animais garante os ciclos de reprodução de diferentes espécies



Comente!

Uma cena inusitada está chamando à atenção dos visitantes do Zoo Bosque Guarani, no centro de Foz. Diariamente, a equipe responsável pelos animais confere os ninhos de ema, para inspecionar os ovos que estão sendo chocados pelos “papais”, enquanto as mamães cuidam da segurança do entorno. 

A bióloga Glenda Muller, acompanha a rotina dos dois casais de ema que habitam o bosque e explica que o trabalho faz parte dos cuidados para a saúde dos próprios animais. “Precisamos sempre verificar se os ovos estão saudáveis para evitar eventuais bactérias que possam contaminar os outros ovos e também os animais. Não é um trabalho fácil, pois os machos que estão chocando os ovos costumam ficar bem agressivos nesse período.” destacou. 

O Bosque Guarani é formado por 4,5 hectares de mata remanescente da Floresta Estacional Semidecidual. No local existem 4 lagos e 21 recintos que abrigam 120 animais. Além dos ovos de ema, a primavera no Bosque Guarani também é marcada pela visita de diversas espécies de aves migratórias. Aves como os “Socós-dorminhocos” e garças brancas fazem do Bosque Guarani o local escolhido para postura dos ovos e nascimento dos filhotes durante o verão. 

“Trabalhamos com rações e alimentos frescos e os viveiros dos animais são limpos duas vezes ao dia, para evitar que os animais tenham contato com algum alimento estragado. As aves migratórias que visitam nosso bosque são atraídas pela riqueza natural disponível no próprio espaço.” comenta a bióloga. 

Segundo a bióloga, o que mais atrai as diferentes espécies de animais é a variedade de sementes, flores, frutos que compõem a vegetação do local. Mais de sessenta espécies de árvores nativas como angicos, aroeiras, canafístulas, canjeranas, figueiras, guajuviras, cedros, canelas e algumas espécies que foram plantadas como o palmito, palmeiras, coqueiros já foram catalogados ali. 

Outro fator que contribui para a riqueza do Zoo Bosque Guarani é a proximidade com o Rio Paraná. Nos meses mais quentes do ano, quando nascem os filhotes de aves, é comum encontrar peixes caídos nas trilhas, principalmente próximo aos ninhos de socós. Isso porque os pais vão até o rio para buscar alimentos para seus filhotes. 

Resgatados
Com viveiros muito mais espaçosos do que os recomendados pelo IBAMA, o Bosque Guarani é um importante instrumento na recuperação de animais resgatados.  “Diversos animais chegam no Zoo por terem sido  apreendidos devido ao tráfico, ou chegam vítimas de atropelamento e maus-tratos e não têm mais condições de se adaptar mais à natureza", explica Glenda.   

Segundo a bióloga, cada animal é acompanhado individualmente, e tem suas características respeitadas. “Se mesmo após tentativas de reabilitação de um desses animais resgatados não for observada a capacidade dele de voltar a viver na natureza, acabamos acomodando no Zoo. É uma forma de respeitar a vida desse animal que acaba contribuindo para a proteção dessas espécies, aproveitando-as na educação ambiental, mas nós não vamos à natureza para pegar um animal apenas para expor ele aos visitantes.” Conclui. 

O Zoológico Bosque Guarani, é administrado por funcionários da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, o local conta com um Médico Veterinário, 6 tratadores de animais, 2  funcionários responsáveis pela dieta dos animais e 2 serviços gerais para limpeza geral do ambiente externo. Estagiários de biologia, medicina veterinária, engenharia ambiental, letras, pedagogia e até alunos de arquitetura, estão sempre presentes nos trabalhos realizados, inclusive desenvolvendo seus projetos e TCC (Trabalho de conclusão de curso). A estrutura é mantida com verbas públicas da Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu. As visitas são de terça a domingo das 9 horas ás 17 horas com entrada gratuita.

Informações pelo fone: 45. 39013383.

FOTOS: AQUI, AQUI e AQUI
Comentário